Veja seis mitos sobre as melhores maneiras de como carregar o seu celular

Quase todos já receberam uma “dica” sobre a melhor maneira de carregar e manusear uma bateria de celular e possivelmente Leia Mais »

Projeto prevê celular dobrável para usar como bracelete: Flexível e pode ser preso ao braço

Você está sem bolsa ou bolso e não tem onde guardar o celular? Agora, bastará prendê-lo no braço como uma Leia Mais »

Veja os aplicativos preferidos das crianças com diversão garantida

Eles podem servir como distração enquanto esperamos uma consulta médica, podem nos ajudar a criar desenhos e histórias diferentes e Leia Mais »

Depois da TIM, Vivo também é proibida de cortar internet após fim da franquia

Mais uma operadora está proibida de cortar a internet do usuário assim que este atingir o limite de sua franquia Leia Mais »

 

Veja seis mitos sobre as melhores maneiras de como carregar o seu celular

bateria de celular
image_pdfimage_print

Quase todos já receberam uma “dica” sobre a melhor maneira de carregar e manusear uma bateria de celular e possivelmente já ouviu recomendações como “não deixe seu aparelho carregando a noite inteira”,  ou “não use seu telefone enquanto ele estiver carregando” e, ainda, “só carregue o celular quando acabar a bateria”. Mas, nos últimos anos, as baterias dos celulares evoluíram consideravelmente e algumas dessas “dicas” já são totalmente fora de uso e sem efetividade necessária.

A maioria das baterias de smartphones, como os da Samsung ou da Apple, é de íon de lítio. Elas carregam mais rápido, pesam menos e têm uma vida útil mais longa.

Então, quais recomendações são verdadeiras e quais não passam de mitos?

A BBC Mundo, o serviço em espanhol da BBC, fez uma pesquisa para desmascarar algumas dessas lendas.

Confira os seis mitos.

1) Recarregar o celular no computador é mais demorado?

A velocidade com que um celular é carregado depende da potência elétrica dos acessórios usados nesse processo.

No caso da Apple e dos iPhones, por exemplo, essa potência varia de acordo com as especificações técnicas dos cabos e carregadores.

A energia eléctrica ou potência define a velocidade à qual a energia é transferida, de modo que a potência mais, antes de recarregar a bateria. A potência elétrica define a velocidade que a energia é transferida. Dessa forma, quanto maior for a potência, mais rápido a bateria será carregada.

Por exemplo, um carregador de iPhone tem 5 watts de potência enquanto que um cabo de USB ligado ao computador tem 2,5. Nesse caso, usar o carregador é mais rápido.

2) É melhor esperar a bateria acabar para recarregar o celular

Falso. Carregar o celular frequentemente não prejudica as baterias.

A Apple diz: “Recarregue a sua bateria de íon de lítio a qualquer hora. Não há necessidade de usar 100% dela antes de recarregá-la.”

Há quase um consenso entre especialistas em tecnologia que a carga ideal para uma bateria de íon de lítio varia entre 20% a 80% de sua capacidade. Segundo eles, mantê-la dentro desses parâmetros é ideal para aumentar a vida da bateria.

Em outras palavras: não é recomendável manter seu celular 100% carregado ou deixá-lo chegar a zero.

Os especialistas também sugerem desligar ou reiniciar o aparelho pelo menos uma vez por semana para maximizar o potencial da bateria.

3) Carregadores “não oficiais” são ruins e podem danificar a bateria

Os carregadores originais, da mesma marca do celular, são os mais adequados para recarregar o telefone.

Mas muitas das vezes eles são caros e os usuários acabam recorrendo a alternativas.

O problema, na verdade, está nos carregadores “piratas”, de fornecedores desconhecidos, que não foram projetados especificamente para o telefone que o usuário quer recarregar. Alguns nem sequer carregam os dispositivos de maneira adequada ou demoram muito tempo para fazê-lo.

Portanto, a dica é sempre suspeitar de carregadores ilegítimos e extremamente baratos.

4) É errado deixar o telefone recarregando durante a noite toda

Falso. Os smartphones de hoje são suficientemente inteligentes para saber quando a bateria é recarregada por completo e deve parar de carregar, enquanto o aparelho ainda estiver conectado à fonte de energia.

5) É errado usar o telefone enquanto ele estiver recarregando

Em geral, não há nenhum problema em usar o telefone enquanto ele estiver recarregando.

Histórias assustadores vêm alimentando esse mito: em julho de 2013, a chinesa Ma Ailun, de 23 anos, foi eletrocutada ao responder a uma ligação em seu iPhone 5 enquanto o telefone estava recarregando.

Casos semelhantes foram amplamente divulgados pela imprensa internacional.

Na maioria dos incidentes, a culpa recaiu no uso de carregadores não originais e de má qualidade.

Se o usuário utiliza um carregador de qualidade, não deve ter nenhum problema de segurança.

A Apple recomenda “deixar o telefone recarregar por pelo menos 10 minutos antes de utilizá-lo”, quando a bateria de um iPhone está praticamente vazia e ao recarregá-lo aparece uma tela preta.

“Então você pode usar o telefone enquanto ele ainda estiver recarregando”, diz a empresa.

Por outro lado, usá-lo enquanto estiver recarregando não tem nenhum efeito negativo sobre o processo.

Pense que mesmo quando você não está ativamente usando o telefone durante o carregamento, o aparelho está trabalhando: ele pode estar conectado a uma rede sem fio e receber informações.

6) O telefone carrega mais rápido no modo avião?

Sim, mas a diferença é pequena. Se você colocar um celular para carregar no modo avião o processo será um pouco mais rápido do que o normal.

Isso porque o modo avião desativa as opções de acesso à rede 3G e ao Wi-Fi, e assim o telefone utiliza menos bateria durante o carregamento.

A desvantagem desse truque é que, enquanto o aparelho estiver no modo avião, não pode receber ligações ou acessar a internet.

A reportagem da BBC Mundo colocou o mito à prova e comprovou que carregar 10% do celular com o modo avião ativado é 1 minuto mais rápido do que pelo método tradicional.

Fonte: Tecnologia UOL

Quais aplicativos mais comprometem o seu aparelho Android?

image_pdfimage_print

apps-dicasA empresa de segurança online AVG Technologies divulgou a última versão do seu relatório de desempenho para aplicativos Android. Durante os três primeiros meses do ano, a AVG analisou uma série de aplicativos para descobrir quais afetam o desempenho de dispositivos móveis em todo o mundo, sob a ótica de três variáveis: gasto de bateria, consumo de espaço de armazenamento, uso do pacote de dados.

De acordo com o resultado da pesquisa, os aplicativos de namoro e de mensagens instantâneas lideram não só as listas de mais baixados, mas também aparecem no topo do ranking dos que mais comprometem o desempenho do aparelho.

Projeto prevê celular dobrável para usar como bracelete: Flexível e pode ser preso ao braço

celular-bracelete
image_pdfimage_print

Você está sem bolsa ou bolso e não tem onde guardar o celular? Agora, bastará prendê-lo no braço como uma pulseira. Esse é um dos atrativos do protótipo de celular Blu.

O projeto inovador prevê que o aparelho seja flexível e dobrável, o que permitiria que o aparelho seja usado como bracelete.

Para virar realidade, o projeto busca financiamento coletivo por meio do site Indiegogo. A ideia é arrecadar US$ 1 milhão (pouco mais de R$ 3 milhões).

Além da mobilidade, o Blu também pode ser customizado, é à prova d’água, tem comandos por gestos, conectividade sem fio, alto-falante de 360 graus, bateria de Flex-Ion, Gorilla Glass e Bluetooth.

O equipamento prevê display de 5.3 polegadas com resolução de 1080 x 1920 pixels, 128 GB de memória interna e 4 GB de RAM.

A previsão é que o aparelho seja vendido por US$ 319 (R$ 1000). Se o projeto for financiado, o aparelho deve chegar ao mercado em agosto de 2016.

Fonte: A Tarde

Veja os aplicativos preferidos das crianças com diversão garantida

aplicativos-para-criancas
image_pdfimage_print

Eles podem servir como distração enquanto esperamos uma consulta médica, podem nos ajudar a criar desenhos e histórias diferentes e até a fazer a lição de casa. Os aplicativos ou apps (em inglês) dos tablets ou celulares podem ter mais funções do que se imagina. Tem criança que não vive mais sem eles.

A ideia é escolher que funções deseja ter no seu aparelho. Por exemplo, “você escolhe os jogos que gosta ou como prefere ouvir música no seu celular”, explicou a engenheira Leila Carneiro. E podemos esperar mais dos aplicativos. Hoje eles já estão nas televisões, e relógios inteligentes até mesmo estão sendo criados para os carros.

Depois da TIM, Vivo também é proibida de cortar internet após fim da franquia

internetnocelular
image_pdfimage_print

Mais uma operadora está proibida de cortar a internet do usuário assim que este atingir o limite de sua franquia de dados. Depois da TIM ser obrigada a alterar a medida através de uma liminar em São Paulo, agora é a vez da Vivo ter de voltar ao método anterior.

De acordo com o advogado Marcus Vinicius Bauer, seu pedido de liminar foi autorizado pelo juiz Augusto Cesar Allet Aguiar, do 1° Juizado Especial Cível do Foro Central de Joinville, em Santa Catarina. Com a ordem judicial, a Vivo não pode mais cortar os dados ao fim da franquia do cliente, e o não cumprimento por parte da empresa vai acarretar em multa diária de R$ 50,00 (limitada a R$ 10 mil).

Ainda segundo Bauer, essa é uma alteração unilateral dos contratos firmados, e por esse motivo ingressou com a ação, para reestabelecer o serviço de internet ilimitada.

Microsoft lança aplicativo que transforma Android ou iPhone em scanner

image_pdfimage_print

officelensapp

Agora a Microsoft quer transformar seu celular em um scanner de bolso. A empresa está lançando o Office Lens para o Android e iOS, aplicativo que permite a digitalização de documentos e textos escritos em um quadro branco, por exemplo, e está integrado com o Office Mobile.

O app converte as imagens em arquivos de Word ou PowerPoint, ou até mesmo para PDF. Ao fotografar algum documento, o Word deve guardar o layout original da imagem, mas converter a foto em texto editável usando software de OCR (reconhecimento de caracteres óptico). Também é possível escanear cartões de visita, e o aplicativo consegue transformá-lo em contatos no seu celular.

Aplicativo Habbo para Android é lançado na Play Store

image_pdfimage_print

habooparaandroid

O Habbo é uma comunidade virtual para adolescentes. No jogo você controla um avatar e cria/decora quartos em um hotel. O Habbo foi bastante famoso no Brasil, a versão em português chegou a ter 28 milhões de usuários cadastrados, entretanto, ultimamente o número de usuários ativos vinha caindo. Talvez para solucionar esse problema, a desenvolvedora lançou o Habbo para Android.

Para começar, o app trava o dispositivo em paisagem, o que dificulta muito o preenchimento de formulários. O app é lento e engasga bastante. Os gráficos são pixelados, como na versão para desktop, entretanto, numa tela de smartphone isso assusta um pouco, além disso, o tempo de carregamento de quase tudo é sempre longo. Também tive problemas para conectar-me ao app.

Retrica aplicativo para fotos: Estilo vintage em alta resolução

image_pdfimage_print

retrica

Retrica é um aplicativo que transforma as fotos tiradas com o seu Android e iOS em incríveis imagens envelhecidas, no melhor estilo “vintage”. Ele pode ser encontrado em duas versões, uma Lite (grátis) e outra Pro (paga). É uma ótima ferramenta para tirar fotos selfie!

A opção gratuita não permite que o usuário use algumas funções, como colocar uma marca d’água em cada foto tirada. Já a versão comercial, possui mais opções de filtro para suas fotos e não tem propaganda.

Segundo Operadoras, Decisão judicial de suspender Whatsapp é desproporcional

image_pdfimage_print

suspensao-whatsappA polêmica sobre a determinação de suspender o aplicativo Whatsapp em todo o país foi recebida com surpesa pelo setor de telecomunicações, segundo nota divulgada na noite da última quarta (25) pelo Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal (SindiTelebrasil).

“O SindiTelebrasil entende que a medida pode causar um enorme prejuízo a milhões de brasileiros que usam os serviços, essenciais em muitos casos para o dia a dia das pessoas, inclusive no trabalho”, diz a nota.

Samsung Galaxy 6 e Galaxy S6 Edge possíveis recursos serão revelados hoje

galaxy-6
image_pdfimage_print

O novo Galaxy S6 deve ser apresentado na Mobile World Congress, em Barcelona, neste domingo (1). Ou melhor: os Galaxy S6. Com um modelo flat e outro com borda dobrada, a Samsung trouxe boas novidades para seu smartphone flagship. Quem divulgou esses detalhes foi o Unbox Therapy, que vazou fotos e informações técnicas do próximo lançamento da Samsung.

O Galaxy S6 e o Galaxy S6 Edge são idênticos em suas especificações de hardware. No entanto, no Galaxy S6 Edge, é possível personalizar o que é exibido na borda da tela — como um relógio, por exemplo. A bateria é um pouco maior que a do S6 convencional, mas nada que gere uma diferença significativa na autonomia.

O novo Galaxy S6 deve ser apresentado na Mobile World Congress, em Barcelona, neste domingo (1). Ou melhor: os Galaxy S6. Com um modelo flat e outro com borda dobrada, a Samsung trouxe boas novidades para seu smartphone flagship. Quem divulgou esses detalhes foi o Unbox Therapy, que vazou fotos e informações técnicas do próximo lançamento da Samsung.

O Galaxy S6 e o Galaxy S6 Edge são idênticos em suas especificações de hardware. No entanto, no Galaxy S6 Edge, é possível personalizar o que é exibido na borda da tela — como um relógio, por exemplo. A bateria é um pouco maior que a do S6 convencional, mas nada que gere uma diferença significativa na autonomia.

A Samsung promoveu mudanças radicais no acabamento. Dê adeus ao plástico com cara de barato: a linha Galaxy S6 tem acabamento traseiro em vidro e lateral em alumínio. A proteção Gorilla Glass 4 está presente tanto na parte frontal quanto na traseira do Galaxy S6. Diferente dos outros smartphones da linha S, o Galaxy S6 não possui mais a traseira removível.

Dica: Como fazer a internet do seu celular durar mais

bateria-celular
image_pdfimage_print

Mudanças simples de hábitos como balancear o Whatsapp com o SMS ajudam a evitar gastos extras

Usar sempre o wi-fi, lembrar que o SMS ainda existe – e não consome o plano de internet como o  Whatsapp –  criar o hábito de verificar os dados móveis periodicamente. Hábitos simples como esses podem ajudar a navegar por mais tempo no celular.

Na semana passada, a Vivo passou a cortar a navegação de quem excede a franquia de dados em Minas Gerais e no Rio Grande do Sul. A medida deve chegar nos próximos meses a São Paulo. As outras operadoras (Oi, TIM, Claro e Nextel) já sinalizaram positivamente à mudança.

Samsung Galaxy S5 recebe atualização Android 5.0 Lollipop

image_pdfimage_print

galaxy-lollipopA Samsung iniciou lançando a atualização do Android 5.0 Lollipop (LRX21T) para o Galaxy S5 (SM-G900F). Esta é a primeira vez que o gigante coreano emitiu uma atualização de software Android em um curto período de tempo, apenas 31 dias. Atualmente, a nova atualização de software só está disponível na Polônia, no entanto, ele deve começar a aparecer em outros países europeus logo. A partir deste momento, não estamos cientes de uma data exata de lançamento do Lollipop para as variantes dos EUA Galaxy S5 devido a certificação transportadora habitual, que geralmente retarda o processo de roll-out.